Publicidade

Correio Braziliense

Detidos 50 opositores em Moscou


postado em 31/10/2009 15:03 / atualizado em 31/10/2009 15:07

Moscou - Cinquenta opositores, entre eles o líder do Partido Nacional Bolchevique, Eduard Limonov, foram detidos neste sábado em Moscou, durante manifestação em defesa da liberdade de reunião, informou um porta-voz da polícia de Moscou, Viktor Biriukov, citado pela agência Interfax. Limonov foi preso pela polícia de choque na praça Triumphalnaia, quando se dispunha a defender o artigo 31 da Constituição que autoriza as manifestações pacíficas. A presidente do grupo Helsinque de defesa dos direitos humanos, Liudmila Alexeeva, que recebeu este ano o prêmio Sakharov, não pôde chegar à praça, para participar da iniciativa; foi escoltada por um soldado que a impediu de avançar. Alexeeva, de 82 anos, levava um cartaz com os dizeres "Respeitem a Constituição".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade