Publicidade

Correio Braziliense

Liberdade de imprensa está "sitiada" nas Américas


postado em 08/11/2009 11:47 / atualizado em 08/11/2009 14:13

"A liberdade de imprensa está sob o cerco em vários países do continente", afirmou neste domingo o presidente da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), Enrique Santos, no âmbito da 65ª assembléia geral da instituição, que delibera em Buenos Aires.

Por sua vez, o presidente do Comitê de Liberdade de Imprensa, Rivard Roverto, observou que o último semestre "foi o mais complexo em anos para a liberdade de imprensa nas Américas".

"Foram mortos 16 jornalistas, oito no México, três em Honduras, dois na Guatemala, dois na Colômbia e um em El Salvador, o maior número nos últimos anos", acrescentou.

Rivard afirma ainda que esta situação surge "em meio do avanço do crime organizado em um clima geral de insegurança pública e enquanto inúmeros presidentes continuam campanhas de difamação contra a imprensa".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade