Publicidade

Correio Braziliense

México detectou mutação do H1N1 em abril


postado em 27/11/2009 09:13 / atualizado em 27/11/2009 14:19

MÉXICO - O México detectou uma mutação do vírus H1N1 durante a emergência de saúde de abril em um paciente que faleceu, informou a diretora do Instituto de Diagnóstico e Referência Epidemiológica (INDRE), Celia Alpuche.

"Esta mutação foi encontrada em um paciente aqui no México", declarou Alpuche à imprensa, antes de explicar que foi feita uma notificação internacional, mas que no momento não foi possível determinar, em conjunto com os Estados Unidos, se a alteração no H1N1 o tornava mais letal.

"No momento, a análise em conjunto com os Estados Unidos não chegou a nenhuma conclusão porque eles também a encontraram em pacientes que tinha a doença leve", completou.

Ela disse que o caso de mutação, o único no México, ganha relevância no momento, depois que a Noruega detectou uma variação do H1N1 nos dois primeiros casos fatais da doença no país. Um terceiro paciente, em estado grave, também apresenta o problema.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu aos países que registraram mutações um novo relatório com as características químicas dos pacientes para uma investigação profunda.

O México, primeiro país afetado pelo H1N1, em abril, registrou até o momento 610 mortes e 65.099 casos da doença. O país iniciou a vacinação de funcionários do setor de saúde e mulheres grávidas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade