Publicidade

Correio Braziliense

Ucrânia renuncia à adesão à Otan


postado em 01/07/2010 20:32

O Parlamento ucraniano adotou na noite desta quinta-feira (1º)  a lei que permite impedir a adesão desta ex-república soviética à Otan e confirma seu estatuto de país "não alinhado", comprovou a AFP.

A medida foi apresentada por iniciativa do novo presidente ucraniano, Víktor Yanukovich, que desde sua eleição, em fevereiro passado, aplica uma política de reaproximação com a Rússia.

O projeto foi aprovado por 259 dos 450 deputados.

A lei estabelece os "principios básicos" da política nacional, especialmente "a manutenção de uma política de não alinhamento pela Ucrânia, o que implica a não participação em alianças político-militares", incluindo a Otan.

A lei prevê "uma colaboração construtiva com a Otan", mas sem adesão.

Yanukovich é favorável à entrada da Ucrânia na União Europeia, "objetivo" mencionado na nova lei como uma prioridade de Kiev.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade