Publicidade

Correio Braziliense

Bomba é encontrada no metrô de Roma


postado em 21/12/2010 12:25

Roma - Um pacote contendo uma bomba de fabricação artesanal foi encontrado escondido em uma caixa de sapatos num vagão vazio do metrô de Roma nesta terça-feira (21/12), informaram autoridades, em meio a um aumento do clima de tensão, com protestos de estudantes na cidade.

O artefato, composto por dois pequenos tubos metálicos recheados com pólvora, ligados por fios, possuía uma antena, mas não havia detonador.

O pacote foi encontrado por um funcionário do metrô por volta das 10h local (7h de Brasília) em uma área de serviço perto da estação de Rebibbia, nos subúrbios a nordeste da cidade.

"O detonador estava faltando. A bomba foi fabricada com dois tubos ligados por fios com uma antena", afirmou à AFP Salvatore Cagnazzo, comandante dos Carabiniere, a polícia militar italiana.

As medidas de segurança na capital da Itália foram reforçadas após um violento protesto contra o primeiro-ministro, Silvio Berlusconi, na semana passada, e devido às grandes manifestações de estudantes esperadas para quarta-feira.

Promotores abriram uma investigação sobre possíveis acusações de posse e manuseio de material explosivo, e policiais estão analisando imagens do circuito interno para tentar descobrir como a bomba foi levada para o vagão.

O trem partiu da estação Laurentina, no sudoeste de Roma, passando pelo centro da cidade e terminando em Rebibbia, no nordeste da capital.

"O dispositivo pode não ter explodido", disse Giampaolo Polizzaro, um porta-voz do conselho da cidade de Roma, acrescentando que ele estava dentro de uma caixa azul em um saco plástico.

O site do jornal Corriere della Sera citou uma fonte da polícia que dizia que provavelmente se tratou de uma bomba de fabricação artesanal - um tipo popular de dispositivo improvisado.

O prefeito de Roma, Gianni Alemanno, disse que a notícia era "preocupante" e felicitou as forças de segurança pela rápida reação ao alerta.

Alemanno afirmou que agentes de segurança já verificaram todas as estações do sistema de metrô de Roma e não encontraram nenhum outro pacote suspeito.

Renata Polverini, chefe da região do Lazio, alertou para o retorno à militância violenta, presente na Itália durante a década de 1970.

"Vamos parar no tempo porque lembramos daqueles anos obscuros pelos quais ainda estamos pagando um alto preço", disse Polverini.

A bomba foi encontrada embaixo de um assento depois que os últimos passageiros desembarcaram, informou a ATAC, a autoridade de transporte de Roma, em um comunicado.

A polícia foi chamada "imediatamente" e isolou a área onde a bomba foi encontrada, mas a estação não foi evacuada, esclareceu a ATAC.

O sistema de metrô continuou funcionando normalmente durante a operação.

  • Tags
  • #
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade