Publicidade

Estado de Minas

Chile reconhece a Palestina como Estado independente


postado em 07/01/2011 17:40 / atualizado em 07/01/2011 18:29

O governo do Chile reconheceu a Palestina como "Estado livre, independente e soberano", anunciou nesta sexta-feira (7/1) o chanceler Alfredo Moreno, somando-se a declarações semelhantes divulgadas recentemente por Brasil, Argentina, Bolívia e Equador.

Ao declaração, lida na sede da Chancelaria, em Santiago, diz que a iniciativa foi tomada com base nas resoluções das Nações Unidas, que facultam as negociações realizadas entre países, de modo a que possam resolver diversos problemas", explicou.

A nota informa que o presidente chileno Sebastián Piñera visitará Israel e os territórios palestinos nos dias 4 e 5 de março próximo.

Vive no Chile uma comunidade árabe de cerca de 300 mil pessoas, e o reconhecimento da Palestina como Estado Independente atende a pedido feito por deputados e senadores recentemente.

Brasil e Argentina reconheceram no começo de dezembro o Estado da Palestina dentro das fronteiras de 1967, antes da ocupação israelense, ou seja incluindo os territórios de forma integral: a Faixa de Gaza, a Cisjordânia e Jerusalém Ocidental. A Bolívia anunciou o reconhecimento em 22 de dezembro, enquanto que o Uruguai expressou a intenção de imitá-los em 2011.

Antes disso na América Latina, Cuba, Nicarágua, Costa Rica e Venezuela já haviam reconhecido o Estado palestino.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade