Publicidade

Estado de Minas

Milhares de pessoas voltam a protestar no Bahrein


postado em 01/03/2011 14:35

MANAMA - Milhares de pessoas voltaram a tomar as ruas de Manama nesta terça-feira (1º/3) para protestar contra o regime barenita e afirmar a unidade nacional do pequeno reino, de população xiita e sunita.

Desde 14 de fevereiro, os manifestantes exigem mudanças políticas no país, de maioria xiita, governado por uma dinastia sunita que há mais de 200 anos se perpetua no poder.

"Somos todos irmãos, sunitas e chiitas", gritavam os manifestantes, que organizaram uma passeata saindo do bairro de Salmania para o centro de Manama. As mulheres, cobertas por véus negros, caminhavam de um lado da estrada, enquanto os homens seguiam do outro.

A oposição, dominada pelas formações xiitas, negou-se a começar um diálogo nacional proposto pelo rei Hamad ben Isa Al Khalifa, e exige previamente a renúncia de todo o governo.

Os manifestantes que acampam há dias na Praça da Pérola, no centro de Manama, têm exigências ainda mais radicais, a começar pela queda da dinastia dos Al Khalifa.

"Protestamos para afirmar a unidade entre os xiitas e os sunitas no Bahrein", declarou o xeque Mohamed Habib al Muqdad, um dos 25 ativistas acusados de terrorismo e perdoados pelo rei.

  • Tags
  • #
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade