Publicidade

Estado de Minas

Começa julgamento de criminoso nazista na Hungria


postado em 05/05/2011 09:55

O julgamento do húngaro Sandor Kepiro, de 97 anos, considerado um dos últimos criminosos nazistas ainda vivos e acusado de crimes de guerra na Sérvia em 1942, começou nesta quinta-feira em Budapeste.

Sandor Kepiro chegou ao tribunal caminhando lentamente, apoiado em uma bengala. Ele é acusado de ser "cúmplice de atos de crimes de guerra" como comandante de uma patrulha durante o massacre, executado entre 21 e 23 de janeiro de 1942, em Novi Sad, uma cidade localizada atualmente em território sérvio, no qual morreram pelo menos 1.200 civis, judeus e sérvios.

Kepiro, então capitão de polícia, é acusado diretamente pelo assassinato de 36 pessoas. Pode ser condenado à prisão perpétia.Sandor Kepiro voltou a alegar inocência.

"Isto é um circo. As acusações contra mim são mentiras", disse aos jornalistas antes do início do julgamento. "Espero que finalmente seja condenado e punido", declarou Efraim Zuroff, diretor do Centro Simon Wiesenthal, especializado na perseguição de criminosos nazistas e instituição responsável por localizar Kepiro.

"É o primeiro processo de um criminoso de guerra húngaro e, como a Hungria colaborou com a Alemanha nazista, é muito importante que este proceso aconteça", completou Zuroff. "Não pode haver clemência ou simpatia, os fatos não podem ser ignorados", concluiu.

  • Tags
  • #
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade