Publicidade

Estado de Minas

Ataque da Otan no Paquistão não foi intencional, reafirma Obama


postado em 04/12/2011 17:50

Washington - O presidente americano, Barack Obama, reiterou, neste domingo, ao presidente paquistanês, Asif Ali Zardari, que o ataque aéreo da Otan que matou 24 soldados paquistaneses "não foi intencional", informou a Casa Branca.

Obama expressou condolências a Zardari pela trágica perda, em uma ligação telefônica, e disse que os Estados Unidos se comprometem com uma completa investigação, depois que o ataque de 26 de novembro provocou uma crise diplomática. Os Estados Unidos já haviam dito ao Paquistão que consideravam o ocorrido uma tragédia.

O Exército paquistanês desmentiu firmemente, na segunda-feira, que seus soldados tinham aberto fogo primeiro e provocado o bombardeio da Otan, que causou a morte de 24 soldados sábado, na fronteira afegã.

Este assunto volta a acender a crise bilateral provocada pelo ataque clandestino de comandos americanos que mataram Osama Bin Laden, dia 2 de maio, no norte do Paquistão.

O Paquistão também bloqueou a passagem por seu território de comboios da Otan, anunciou uma revisão de sua cooperação antiterrorista com os Estados Unidos, e ordenou aos americanos evacuar uma base militar no sudoeste.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade