Publicidade

Estado de Minas

Mais de 800 seguem desaparecidos nas Filipinas


postado em 18/12/2011 22:09 / atualizado em 18/12/2011 22:11

Mais de 800 pessoas permanecem desaparecidas neste domingo (18/12), no Sul das Filipinas, depois que enchentes repentinas mataram mais de 650 pessoas. Muitos corpos foram encontrados embaixo de escombros de desmoronamentos e outros foram arrastados para o mar, segundo o Wall Street Journal.

As cidades de Cagayan de Oro e Iligan, na costa norte da ilha de Mindanao, foram as mais atingidas pelas enchentes provocadas pelo tufão Washi.

Enquanto as Filipinas registram cerca de 20 tempestades tropicais por ano, elas raramente chegam até Mindanao, o que está sendo considerado o motivo pelo qual muitas pessoas ignoraram os avisos de tufão. O presidente filipino, Benigno Aquino III, entretanto, disse hoje que o país precisa revisar seus sistemas de aviso contra desastres para ajudar os governos locais a dar o alarme com mais eficiência.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade