Publicidade

Estado de Minas

Louis Vuitton processa Warner Bros por uso de bolsas falsificadas em filme


postado em 28/12/2011 22:09

NOVA YORK - A marca Louis Vuitton entrou com um processo contra os estúdios Warner Bros por mostrarem no filme "Very Bad Trip 2" (no Brasil ele leva o título de "Se Beber Não Case 2"), estreado na primavera passada, falsificações de suas famosas bolsas.

A demanda, apresentada no dia 22 de dezembro no tribunal federal de Nova York e consultada on-line pela AFP, acusa a Warner Bros de "mostrar de maneira muito visível malas de viagem do grupo Diophy, apresentadas como se fossem verdadeiras valises da Vuitton".

A Diophy é uma das empresas acusadas de contrabando por parte da Vuitton, que apresentou, inclusive, uma queixa à Comissão americana de Comércio Internacional (ITC) pelas imitações.

Para fundamentar sua causa, a Vuitton mostra as fotos de uma cena do filme, no qual o personagem interpretado por Zach Galifianakis, apresentado como particularmente ridículo na escolha do vestuário e acessórios, pede a seu amigo para cuidar de maleta: "Cuidado, é um Louis... um Louis Vuitton", ouve-se dizer.

Para Vuitton, a comédia da Warner Bros semeia "confusão" no espírito do espectador, que pode pensar que a bolsa mostrada está patrocinada ou aprovada pela marca de luxo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade