Mundo

Guatemala vacinará 700 mil pessoas por surto de gripe A (H1N1)

Agência France-Presse
postado em 31/03/2012 17:34
Guatemala - As autoridades de saúde da Guatemala esperam vacinar cerca de 700 mil pessoas, especialmente menores de cinco anos e idosos, devido a um surto da gripe A (H1N1), que ja causou este ano pelo menos sete mortes, informou o ministro da pasta, Francisco Arredondo.

Arredondo explicou que um primeiro carregamento de 470 mil vacinas, das 700 mil que estão previstas para este ano, já chegou ao país, mas o segundo deve ser recebido em outubro. O ministro informou que a compra provém do fundo rotativo da Organização Panamericana da Saúde (OPS).

Ele acrescentou que, durante a vacinação, será dado prioridade às crianças menores de cinco anos, a idosos e às pessoas com problemas imunológicos, renais e diabetes. "A vacinação preventiva é uma demonstração dos esforços que o ministério está realizando para proteger a saúde dos guatemaltecos e que forma parte das ações que estão sendo tomadas especialmente para o setor infantil", disse.

Apesar das medidas adotadas pela saúde pública, o ministro expressou sua preocupação de que os casos aumentem durante a Semana Santa, devido às concentrações massivas em procissões, praias e outros lugares turísticos. Segundo relatório do Centro Nacional de Epidemiologia, com data de 19 de março, sete pessoas morreram por causa da gripe e suas variantes. As autoridades também estão em alerta amarelo para todo o sistema hospitalar.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação