Publicidade

Estado de Minas

Ativista chinês cego cava túnel e foge da prisão domiciliar na China


postado em 28/04/2012 08:03

Mesmo cego, ele passou um mês cavando um túnel, até conseguir escapar da prisão domiciliar, no último domingo, no vilarejo de Dongshigu — província de Shandong. O advogado dissidente Chen Guangcheng, um dos mais proeminentes ativistas dos direitos humanos na China, gravou um vídeo no qual confirmou sua fuga e fez um apelo dramático ao premiê Wen Jiabao. “Querido primeiro-ministro. Não foi nada fácil, mas finalmente eu escapei. Todas as histórias contadas na internet sobre o tratamento brutal que eu e minha mulher termos recebido são certas”, afirmou ele, durante a filmagem.

Chen denunciou que sua mulher já foi capturada dentro de casa, jogada ao chão e envolta em um cobertor, para ser espancada por horas. Também alegou que ele próprio e a mãe foram alvos de ataques. “Se o senhor levar a cabo uma investigação detalhada e se revelar a verdade, as pessoas o agradecerão. Mas se seguir ignorando tudo, o que a gente pensará?”, questionou.

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade