Publicidade

Estado de Minas

Morre aos 91 anos o escritor de ficção científica Ray Bradbury


postado em 06/06/2012 12:28 / atualizado em 06/06/2012 12:35

(foto: Mark Lennihan/AFP PHOTO)
(foto: Mark Lennihan/AFP PHOTO)

Los Angeles - Ray Bradbury, o lendário escritor americano de ficção científica, autor de Fahrenheit 451 e de Crônicas Marcianas, faleceu aos 91 anos, anunciou a família nesta quarta-feira (6/6).

"O mundo perdeu um dos melhores escritores que conheceu e um dos homens mais queridos para mim. RIP Ray Bradbury (avô Nº 1)", escreveu no Twitter seu neto, Danny Karapetian. A ficção de Bradbury representou mensagens instrutivas sobre futuros perigosos.

Sua obra mais lembrada, Fahrenheit 451 (1953), escrita em plena Guerra Fria, aponta os males da censura e do controle do pensamento em um Estado totalitário. A história ficou famosa em todo o mundo após a adaptação para o cinema do cineasta François Truffaut em 1966.

"A grande diversão na minha vida foi levantar a cada manhã e correr para a máquina de escrever porque alguma nova ideia havia me ocorrido", declarou Bradbury em 2000. "A sensação que tenho a cada dia é, em grande medida, a mesma que quando tinha 12 anos", disse ao celebrar 80 anos.

O premiado autor escreveu quase 600 contos e 30 livros, incluindo Crônicas Marcianas, uma obra sobre as tentativas humanas de colonizar Marte e as consequências indesejadas dos esforços. A fama internacional veio a partir da publicação em 1950 de Crônicas, um livro elaborado a partir de vários contos curtos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade