Mundo

ONU critica o presidente do Equador Rafael Correa por censurar a imprensa

postado em 20/06/2012 14:23
Genebra - O relator da ONU para a liberdade de expressão, o guatemalteco Frank La Rue, criticou nesta quarta-feira (20/6) em declarações ao presidente do Equador, Rafael Correa, por ordenar a censura a certos meios de comunicação. "Não creio que um presidente faça bem em dizer aos funcionários de governo que falem com uns e não falem com outros. Isso é (...) gerar um mecanismo de censura", afirmou Rue ao apresentar um relatório a respeito ante o Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra.

[SAIBAMAIS]Há alguns dias, Correa proibriu seus ministros de conceder entrevistas a meios de comunicação privados, aos quais acusou de serem mercantilistas e de atacar o governo com mentiras. Segundo o presidente equatoriano, esses meios, entre os quais estão os jornais El Universo, El Comercio, La Hora, Expreso e Hoy e as cadeis de tv Ecuavisa e Teleamazonas, têm posições monopolísticas.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação