Publicidade

Estado de Minas

Chamas se espalham no arquipélago espanhol das Canárias


postado em 12/08/2012 19:54

Espanha - Vários incêndios, alimentados pelo vento e pela onda de calor que a Espanha sofre, queimaram este fim de semana milhares de hectares de florestas e arbustos em todo o país, devorando solos secos, como nas Canárias, onde cerca de 5.000 pessoas tiveram que deixar suas casas.

Desde a sexta-feira, por todo o país que sofre com uma onda de calor procedente da África, bombeiros, militares e voluntários lutam noite e dia contra as chamas, tentando salvar suas casas e impedir que o fogo avance.

A temperatura começou a diminuir este domingo no norte da península, mas continua beirando os 40 graus no sudeste, onde foi declarado um novo incêndio em Torremanzanas, na região de Alicante, informou um porta-voz dos serviços de emergência. Um bombeiro morreu e três ficaram feridos.

À noite as chamas invadiram um espesso bosque de pinheiros em Torremanzanas e estava fora de controle. Um acampamento com 130 crianças foi evacuado.

Leia mais notícias em Mundo

No arquipélago das ilhas Canárias, mais de 4.700 pessoas foram evacuadas nas duas ilhas montanhosas de La Gomera e Tenerife, onde o fogo queimou 900 hectares em dois dias, especialmente no parque natural Garajonay, um local protegido e declarado patrimônio da Unesco.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade