Publicidade

Estado de Minas

Oposição pede renúncia do governo após atentado no Líbano


postado em 19/10/2012 19:36

Beirute - A oposição libanesa pediu a renúncia do governo, no qual Hezbollah xiita tem um papel predominante, após o assassinato do chefe da inteligência da polícia libanesa, Wissam al-Hassan, em um atentado.

"Pedimos a este governo que saia e a seu chefe que renuncie imediatamente, já que a permanência deste governo oferece proteção e cobertura aos criminosos por este complô", afirmou Ahmad Hariri, um porta-voz da oposição, após uma reunião convocada com urgência.

"O primeiro-ministro Najib Mikati assume pessoalmente a responsabilidade pelo sangue derramado do general Wissam al-Hassan e os inocentes" mortos no atentado de Beirute que deixou um total de oito vítimas fatais.

 

Leia mais notícias de Mundo

 

Pouco antes, o chefe da oposição, Saad Hariri, acusou formalmente o presidente sírio Bashar al-Assad de ser o instigador do assassinato do general Hassan, um dos principais chefes da segurança no Líbano.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade