Publicidade

Correio Braziliense

Kirchner nega reforma constitucional visando terceiro mandato

Fiquem tranquilos, não vamos fazer qualquer reforma na Constituição", garantiu a presidente da Argentina


postado em 01/03/2013 19:00

Buenos Aires - A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, negou nesta sexta-feira (1º/3) qualquer plano para reformar a Constituição visando permitir um terceiro mandato à frente do país.

"Fiquem tranquilos, não vamos fazer qualquer reforma na Constituição", garantiu Kirchner ao se dirigir ao Congresso, mas sem revelar seus planos para 2015, quando conclui seu segundo mandato.

Leia mais notícias em Mundo

A Constituição argentina, reformada em 1994, autoriza apenas uma reeleição para o período presidencial de 4 anos. Forças governistas fomentam uma reforma constitucional visando um terceiro mandato para Kirchner, mas a alteração exige ao menos dois terços dos deputados e senadores.

Os governistas já controlam o Congresso, mas para obter os dois terços precisariam de uma vitória esmagadora nas eleições de outubro próximo, no momento em que a popularidade de Kirchner é decrescente.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade