Publicidade

Estado de Minas

Militante da oposição é morto durante violentos protestos na Turquia

Este foi o segundo óbito ligado à onda de manifestações contra o governo islâmico-conservador do premier Recep Tayyip Erdogan


postado em 04/06/2013 07:50 / atualizado em 04/06/2013 09:21

Militantes fazem barricadas nas ruas e usam máscaras para se livrar das bombas de gás lacrimogêneo lançadas por policiais durante confrontos que ocorrem há dias(foto: Murad Seze/Reuters)
Militantes fazem barricadas nas ruas e usam máscaras para se livrar das bombas de gás lacrimogêneo lançadas por policiais durante confrontos que ocorrem há dias (foto: Murad Seze/Reuters)


Ancara - Um jovem militante da oposição morreu nesta segunda-feira (3/6) no hospital, após ser atingido por um disparo de arma de fogo durante manifestações contra o governo no sul da Turquia, informou o canal de televisão NTV. "Abdullah Comert estava gravemente ferido (...) por disparos realizados por uma pessoa não identificada" e faleceu no hospital, revelou a NTV, que cita um comunicado do governo da província de Hatay, próxima à fronteira com a Síria.

Segundo Hasan Akgol, parlamentar do principal partido de oposição, Comert, 22 anos, era membro da Ala Jovem do Partido do Povo Republicano. Militantes informaram que o jovem foi morto com um tiro na cabeça disparado por um policial durante uma manifestação. A polícia investiga as circunstâncias da morte de Comert.

Leia mais notícias em Mundo

Policiais tentam controlar manifestantes(foto: Umit Bektas/Reuters)
Policiais tentam controlar manifestantes (foto: Umit Bektas/Reuters)


Este foi o segundo óbito ligado à onda de manifestações que sacode a Turquia para protestar contra o governo islâmico-conservador do premier Recep Tayyip Erdogan. Na noite de domingo, outro jovem morreu em Istambul, atropelado por um carro que investiu sobre os manifestantes.

A polícia utilizou na madrugada desta terça-feira bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha para dispersar centenas de manifestantes em Ancara e Istambul, informou a TV turca. Em Ancara, no bairro de Kavaklidere, a polícia disparou balas de borracha contra os manifestantes, segundo a CNN-Türk. Em Istambul, os policiais dispararam dezenas de bombas de gás lacrimogêneo em cerca de 500 manifestantes no bairro de Gümüssuyu, onde barracas tinham sido montadas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade