Publicidade

Estado de Minas

Grupo separatista da Córsega ameaça retomar armas contra a França

A Frente de Libertação Nacional da Córsega quer que o governo francês reconheça os direitos nacionais da ilha do Mediterrâneo


postado em 04/06/2013 11:04

França - A Frente de Libertação Nacional da Córsega (FLNC), que reivindicou em 2012 dezenas de atentados contra residências de veraneio e lojas comerciais, ameaçou nesta terça-feira (4/6) retomar as armas em um comunicado publicado durante a visita do ministro do Interior, Manuel Valls, a esta ilha do Mediterrâneo.
 
Porto da cidade de Bonifácio, na ilha de Córsega (foto: Thiago Neres/DP/D.A. Press/D.A Press)
Porto da cidade de Bonifácio, na ilha de Córsega (foto: Thiago Neres/DP/D.A. Press/D.A Press)
 
 
"Iremos retomar as armas para que a França reconheça nossos direitos nacionais", anunciou a organização, denunciando "a atitude ultra jacobina da França". "Não nos deixaremos impressionar pelas ameaças", reagiu o ministro do Interior quando questionado a este respeito.

Leia mais notícias em Mundo

Valls ressaltou, no entanto, que este comunicado merece ser "analisado", mas que "não haverá negociações sob ameaças de bombas". Na segunda-feira (3/6), o ministro fez um apelo aos habitantes da ilha, "as primeiras vítimas da violência", a "se mobilizarem na luta contra as máfias".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade