Publicidade

Estado de Minas

Promotoria pede arquivamento de processo contra Dominique Strauss-Kahn

O ex-diretor do FMI foi acusado de "proxenetismo de grupo organizado" por ter participado de festas com prostitutas remuneradas em Paris e Washington


postado em 11/06/2013 10:49

Lille, França - A promotoria de Lille (norte da França) pediu o arquivamento do processo contra o ex-diretor-gerente do FMI Dominique Strauss-Kahn por proxenetismo no chamado caso do hotel Carlton de Lille, anunciou nesta terça-feira (11/6) o promotor de Lille em um comunicado.

Ex-diretor-gerente do FMI Dominique Strauss-Kahn(foto: Ali Ngethi/AFP)
Ex-diretor-gerente do FMI Dominique Strauss-Kahn (foto: Ali Ngethi/AFP)

A promotoria indicou que solicitou o arquivamento do processo contra duas pessoas, Strauss-Kahn e Jean-Luc Vergin, ex-diretor da empresa de obras públicas Eiffage. "Efetivamente, no que diz respeito a eles, a promotoria considera que não existem acusações suficientes", disse o comunicado.

Leia mais notícias em Mundo

O ex-diretor do Fundo Monetário Internacional (FMI) foi acusado por este caso no dia 26 de março de 2012 de "proxenetismo de grupo organizado" por ter participado de festas com prostitutas remuneradas em Paris e Washington. Dominique Strauss-Kahn sempre afirmou que ignorava que as mulheres em questão eram prostitutas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade