Publicidade

Estado de Minas

ONU inspeciona armamento não declarado norte-coreano retido no Panamá

O navio, com 35 tripulantes, vinha de Cuba e seguia para a Coreia do Norte quando passou pelo Canal do Panamá e descobriu-se que transportava armamentos


postado em 13/08/2013 09:33

Carga de navio apreendido: policial abre a porta de um recipiente contendo um motor de jato de combate MiG-21 da Coreia do Norte (foto: Carlos Jasso/Reuters )
Carga de navio apreendido: policial abre a porta de um recipiente contendo um motor de jato de combate MiG-21 da Coreia do Norte (foto: Carlos Jasso/Reuters )


Especialistas da Organização das Nações Unidas (ONU) estão no Panamá para inspecionar o armamento não declarado de um navio norte-coreano, retido no país há 27 dias. O navio, com 35 tripulantes, vinha de Cuba e seguia para a Coreia do Norte quando passou pelo Canal do Panamá e descobriu-se que transportava armamentos. Em comunicado, o Ministério da Segurança Pública do Panamá informou que não vai divulgar informações sobre o trabalho de perícia a pedido dos especialistas. Os peritos vão inspecionar 25 contêineres com equipamentos bélicos, armazenados sob 200 mil sacos de açúcar no navio.

A embarcação está desde 10 de julho em um local denominado “estratégico” pelo diretor do Serviço Nacional Aeronaval do Panamá, Belsio González. Os peritos da ONU vão verificar se houve violação das resoluções do Conselho de Segurança da entidade sobre a proibição da Coreia do Norte de importar ou exportar armas. Segundo autoridades de Cuba, o armamento era obsoleto e seguia para a Coreia do Norte para reparos. As autoridades panamenhas informam que nos contêineres do navio foram encontradas peças de aviões-caça MIG-21 Bis, sistemas de mísseis antiaéreos, granadas, foguetes de curto alcance, munições, mísseis em peças do tipo SA2 e SA3 e veículos de comando e controle de mísseis.

Leia mais notícias em Mundo


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade