Publicidade

Estado de Minas

Coreias acertam data e lugar para reencontro de famílias separadas

Serão escolhidas 100 famílias de cada país para participar do programa de reencontros temporários. Os selecionados ficaram separadas por décadas por conta da Guerra da Coreia


postado em 23/08/2013 10:44 / atualizado em 23/08/2013 10:55

Seul - A Coreia do Norte e a Coreia do Sul chegaram a um acordo nesta sexta-feira (23/8) para celebrar no próximo mês os reencontros de famílias dos dois países separadas durante décadas pela Guerra da Coreia entre (1950-1953), informou o ministério da Unificação sul-coreano. Os reencontros acontecerão entre 25 e 30 de setembro no complexo turístico norte-coreano do Monte Kumgang, indicou em uma coletiva de imprensa o porta-voz do ministério, Kim Hyung-Suk.

O ministério informou que serão selecionadas 100 famílias de cada país para participar no programa de reencontros temporários, o primeiro em três anos. Para as pessoas que estiverem doentes para viajar, serão organizadas reuniões via videoconferência para 40 famílias de cada lado, indicou o porta-voz. "Com o acordo de hoje, estabelecemos a base para reencontros familiares regulares", acrescentou. As duas partes promoverão a realização de outra rodada de reencontros familiares provavelmente em novembro.

Na semana passada, a presidente sul-coreana, Park Geun-Hye, incentivou a retomada destas reuniões ao pedir que Pyongyang que "abra seu coração", e aceitou reativar o programa coincidindo com as férias de Chuseok, em setembro, quando as famílias coreanas tradicionalmente se reúnem.

Leia mais notícias em Mundo

O programa de reuniões foi suspenso em novembro de 2010 depois que a Coreia do Norte bombardeou uma ilha fronteiriça com a Coreia do Sul e sua retomada depois de três anos supõe um simples gesto simbólico, mas também um passo muito importante.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade