Publicidade

Estado de Minas

França condena irmãos que usaram blusas com a frase 'sou uma bomba'

O tribunal de apelação de Nimes condenou a mulher a um mês de prisão condicional e a pagar 2.000 euros de multa. O irmão recebeu pena de dois meses de prisão condicional e multa de 4.000 euros por apologia do crime


postado em 20/09/2013 09:05

Nimes - A mãe e o tio de um menino de três anos que foi ao colégio com uma camisa com as frases "Sou uma bomba" e "Jihad, nascido em 11 de setembro" foram condenados nesta sexta-feira (20/9) em Nimes (sul da França) a penas de prisão condicional. O tribunal de apelação de Nimes condenou a mulher, Bouchra Bagour, a um mês de prisão condicional e a pagar 2.000 euros de multa. O irmão, Zeyad Bagour, recebeu pena de dois meses de prisão condicional e multa de 4.000 euros por apologia do crime.

Leia mais notícias em Mundo

Em abril, a mãe e o tio foram absolvidos em primeira instância, mas a promotoria apelou da decisão. O tio, que deu a camisa de presente para a criança, se defendeu afirmando que era apenas uma piada. "Não vi mal algum", disse. Ele afirmou que a frase 'Sou uma bomba' é utilizada por todo mundo e que "Jihad, nascido em 11 de setembro" é realmente o nome do menino e a data de nascimento.

O tribunal também ordenou uma indenização por danos e prejuízos à prefeitura de Sorgues, onde o menino está matriculado. A defesa dos acusados considerou a decisão do tribunal de apelação "surpreendente" e anunciou que vai apelar ao tribunal de cassação.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade