Publicidade

Estado de Minas

Madagascar decreta toque de recolher após linchamento de assassinos

Os homens linchados eram um francês, um franco-italiano e um local, que supostamente estariam envolvidos no tráfico de órgãos


postado em 04/10/2013 16:00

O governo de Madagascar decretou um toque de recolher nesta sexta-feira na turística ilha de Nosy Be (norte), um dia depois do linchamento de três homens acusados de assassinar e mutilar um menino de 8 anos.

Leia mais notícias em Mundo

Os homens linchados eram um francês, um franco-italiano e um local, que supostamente estariam envolvidos no tráfico de órgãos.

Vários habitantes lincharam e queimaram os corpos dos três suspeitos de serem os autores do assassinato de um menino, cujo paradeiro ficou desconhecido por seis dias até que foi encontrado mutilado em uma praia.

Segundo o presidente de uma associação local, Cedric Mevalaza, o menino foi "esquartejado e seus órgãos genitais mutilados".

"O que acontece agora em Nosy Be é uma revolta da população contra a inação das autoridades corruptas frente a uma rede internacional de traficantes de órgãos, heroína e pedofilia", explicou.

A polícia não confirmou ainda o envolvimento dos acusados em um possível tráfico de órgãos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade