Publicidade

Estado de Minas

China se transforma no primeiro importador mundial de petróleo (AIE)

Importações líquidas chinesas (diferença entre o consumo e a produção interna) somaram esse mês 6,3 milhões de barris por dia (mbd) contra 6,24 mbd para os Estados Unidos, segundo dados da AIE


postado em 09/10/2013 20:10

Londres - A China se transformou em setembro na maior importadora mundial de petróleo, à frente dos Estados Unidos, país destinado a se transformar no primeiro produtor mundial de petróleo e gás, segundo uma agência estatal norte-americana.

"O sólido crescimento da demanda de petróleo da China levou o país a ser o maior importador mundial de petróleo, superando os Estados Unidos em setembro" indica a AIE (Agência de Informação sobre Energia) em seu relatório sobre as perspectivas a curto prazo do setor de energia, publicado nesta quarta-feira.

As importações líquidas chinesas (diferença entre o consumo e a produção interna) somaram esse mês 6,3 milhões de barris por dia (mbd) contra 6,24 mbd para os Estados Unidos, segundo dados da AIE.

"A AIE prevê que esta tendência se mantenha em 2014", acrescenta a agência, que pertence ao Departamento norte-americano de Energia (DoE).

Leia mais notícias em Mundo

Esta agência já previa em agosto que as importações chinesas de petróleo iam superar em breve as dos Estados Unidos devido a "uma alta contínua da demanda chinesa, a uma alta da produção nos Estados Unidos e ao nível estacionário da demanda de petróleo no mercado norte-americano". A AIE espera que a demanda de combustíveis líquidos na China aumente 13% entre 2011 e 2014, para chegar a 11 mbd.

A China é o primeiro consumidor de energia no mundo e se transformou em um gigantesco mercado do setor automotivo. Pequim realiza uma 'diplomacia energética' muito ativa para diversificar suas fontes de fornecimento, especialmente na Ásia central e na África.

A China assinou em junho com a Rússia um mega-contrato de 270 bilhões de dólares ao longo de um período de 25 anos, que duplica as exportações de petróleo russo para o gigante asiático. Contudo, os Estados Unidos continuam sendo o primeiro consumidor mundial de petróleo (19,8% do consumo mundial), à frente da China 11,7%), segundo o relatório anual sobre energia da BP.

Por outro lado, segundo um recente comunicado da AIE, os Estados Unidos devem se transformar neste mesmo ano no primeiro produtor mundial de petróleo e gás, à frente de Arábia Saudita e da Rússia.

"Os Estados Unidos devem se transformar no maior produtor de petróleo e gás natural em 2013", indicava esse comunicado da AIE no dia 4 de outubro.

Espera-se que a produção do petróleo nos Estados Unidos aumente 28% de 2011 a 2014, para chegar a 13 mbd, graças em particular à exploração de recursos de hidrocarbonetos não-convencionais (xisto).

Para a Agência Internacional de Energia (AIE) - que representa os interesses energéticos dos países ricos - os Estados Unidos chegarão a essa posição daqui a quatro anos, em termos de produção de petróleo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade