Publicidade

Estado de Minas

Site de informações russo perde licença após divulgar vídeo das Pussy Riot

Um desses vídeos é uma nova canção do grupo Pussy Riot, que tem duas de suas integrantes atualmente na prisão por terem cantado uma oração punk contra Vladimir Putin na Catedral de Moscou


postado em 31/10/2013 14:29

A justiça russa retirou nesta quinta-feira (31/10) a licença do site de informações Rosbalt pelo uso de linguagem grosseira após a divulgação de uma música do grupo punk Pussy Riot.

O tribunal municipal de Moscou respondeu, assim, a um pedido da agência de vigilância de comunicações, Roscomnadzor, para que a licença do Rosbalt fosse cancelada, informou a agência Rapsi.

O Rosbalt já havia sido condenado na semana passada a pagar uma multa por ter divulgado vídeos nos quais eram ouvidas blasfêmias.

Um desses vídeos é uma nova canção do grupo Pussy Riot, que tem duas de suas integrantes atualmente na prisão por terem cantado uma oração punk contra Vladimir Putin na Catedral de Moscou.

A música transmitida pelo Rosbalt fala de Igor Sechin, influente chefe do grupo petroleiro Rosneft, ligado a Putin, contou Iana Morozova, vice-chefe de redação do Rosbalt, em uma entrevista disponível no site da rádio moscovita Echo.

Leia mais notícias em Mundo

"Depois de termos recebido uma advertência da Roscomnadzor, retiramos os vídeos de nosso site. Pouco depois, fomos convocados pelo tribunal", explicou.

A ONG Repórteres Sem Fronteiras (RSF) denunciou a decisão da justiça russa, considerando que representa "um precedente extremamente perigoso para a liberdade de informação na Rússia".

"O Rosbalt não é vítima apenas de uma lei repressiva que prevê sanções desproporcionais, mas também de um processo judicial absurdo e injusto: a agência é condenada por conteúdos dos quais não é autora, com base em elementos de prova inadmissíveis".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade