Publicidade

Estado de Minas

Imigrantes tentam entrar novamente na fronteira espanhola

"Mais de mil imigrantes, em duas filas paralelas, se dirigiram durante a noite, partindo do (monte) Gurugú, para a fronteira com o Marrocos", afirmou a delegação do governo


postado em 17/12/2013 16:32

Madri - A Polícia marroquina e a Guarda Civil espanhola impediram uma nova "tentativa de entrada em massa" de imigrantes na fronteira que separa o Marrocos do enclave espanhol de Melilla na madrugada desta terça-feira (17/12), afirmou a delegação do governo.

"Mais de mil imigrantes, em duas filas paralelas, se dirigiram durante a noite, partindo do (monte) Gurugú, para a fronteira com o Marrocos", afirmou a delegação do governo, que publicou imagens da marcha em um comunicado.

"Às 22h30, a Guarda Civil avistou um grupo numeroso de imigrantes que descia do Gurugú, onde fica localizado um acampamento de subsaarianos que tentam entrar na União Europeia pela fronteira entre Melilla e Marrocos", relatou.

Leia mais notícias em Mundo

Os imigrantes não chegaram a pular a cerca, mas se aproximaram dela, como já havia sido feito em 20 de novembro. "Os imigrantes permaneceram a uma curta distância, mas a presença das forças de segurança espanholas e marroquinas impediu qualquer tentativa de entrada", acrescentou a delegação.

A cerca da cidade espanhola de Melilla tem 11 km de extensão e sete metros de altura. A decisão da Espanha de voltar a instalar arame farpado na cerca, após a sua retirada em 2006, provocou protestos das organizações de defesa dos direitos humanos.

Em 5 de novembro, um imigrante ilegal morreu ao cair do alto da cerca quando tentava entrar em território espanhol.

Entre 1º de janeiro e 17 de setembro, 3.000 imigrantes ilegais tentaram pular a cerca de Melilla, segundo o Ministério do Interior espanhol.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade