Publicidade

Estado de Minas

Medir raios cósmicos pode ajudar a localizar combustível nuclear

Segundo cientistas, a tecnologia pode ser útil no desmantelamento da usina nuclear de Fukushima.


postado em 23/01/2014 11:14

Tóquio - Cientistas japoneses apresentaram nesta quinta-feira (23/1) um procedimento científico para localizar combustível nuclear por meio da observação do comportamento dos raios cósmicos, uma tecnologia que pode ser útil no desmantelamento da usina nuclear de Fukushima.

Os raios cósmicos são fluxos de partículas provenientes diretamente do espaço sideral. Os pesquisadores do laboratório KEK, da Universidade de Tsukuba e da Universidade Metropolitana de Tóquio, interessaram-se em partículas de alta energia e carga negativa conhecidas como múons. Estes múons, da família dos elétrons, não são fáceis de parar e atravessam livremente diferentes tipos de materiais, mas também podem ser absorvidos por substâncias de elevada densidade, tais como o combustível nuclear.

Leia mais notícias em Mundo

Foi assim que os pesquisadores detectaram os locais onde os múons ficaram bloqueados para produzir uma imagem da presença do combustível nuclear em reatores, explicou à AFP um dos pesquisadores da KEK, Fumihiko Takasaki. Segundo ele, essa tecnologia poderia ajudar a companhia Tokyo Electric Power (Tepco) para localizar material constituído de elementos fundidos no centro dos reatores nucleares no complexo atômico de Fukushima Daiichi, devastado pelo tsunami de 11 de março de 2011.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade