Publicidade

Estado de Minas

Integrantes do grupo Pussy Riot anunciam que foram detidas em Sochi

"Quando nos prenderam, não estávamos em nenhuma ação, simplesmente passeávamos por Sochi", afirmou Nadezhda Tolokonnikova


postado em 18/02/2014 08:33

Sochi - Duas integrantes do grupo punk russo Pussy Riot, libertadas em dezembro, anunciaram que foram detidas nesta terça-feira no centro de Sochi durante os Jogos Olímpicos de Inverno.



"Nós fomos detidas e estamos acusadas de roubo", escreveu uma delas, Nadezhda Tolokonnikova, em sua conta no Twitter. Sua colega, Maria Alyokhina, confirmou que também foi detida.

"Quando nos prenderam, não estávamos em nenhuma ação, simplesmente passeávamos por Sochi", afirmou Tolokonnikova.



As duas foram detidas a 30 km do principal centro olímpico de Sochi. De acordo com Tolokonnikova, uma terceira integrante do grupo também teria sido detida. As mulheres foram levadas para uma delegacia de polícia do distrito de Adler.

Tolokonnikova, de 24 anos, e Alyokhina, 25, foram libertadas de colônias penitenciárias russas em dezembro, três meses antes do fim de suas sentenças de dois anos por participação em uma "oração punk" contra o presidente Vladimir Putin em uma catedral de Moscou.

Leia mais notícias em Mundo

A libertação das duas aconteceu pouco antes dos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, que as autoridades russas desejavam transformar em uma vitrine impecável do país.

As duas mulheres participaram no fim de janeiro em um show em Nova York da estrela americana Madonna, que sempre expressou apoio ao Pussy Riot.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade