Publicidade

Estado de Minas

ONU considera preocupante o referendo na Crimeia

Secretário-geral da ONU "pede insistentemente às autoridades da Ucrânia, à qual pertence a Crimeia, para tratar este assunto com calma"


postado em 07/03/2014 16:53

Secretário Geral das Nações Unidas Ban Ki-moon ressaltou a necessidade de manter a paz e a estabilidade na região(foto: Eduardo Munoz/Reuters)
Secretário Geral das Nações Unidas Ban Ki-moon ressaltou a necessidade de manter a paz e a estabilidade na região (foto: Eduardo Munoz/Reuters)

Nações Unidas - O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, considerou "preocupante e grave" o anúncio de um referendo sobre o futuro da Crimeia, indicou nesta sexta-feira (7/3) seu porta-voz, Martin Nesirky.

"O recente anúncio das autoridades da Crimeia de sua intenção de realizar um referendo é preocupante e grave", declarou Nesirky à imprensa.

Ban "pede insistentemente às autoridades da Ucrânia, à qual pertence a Crimeia, para tratar este assunto com calma", e de abster-se de toda "ação precipitada".

Leia mais notícias em Mundo


Ainda segundo Nesirky, Ban "ressaltou a necessidade de manter a paz e a estabilidade na região".

O porta-voz não informou, contudo, se o referendo é considerado pela ONU como ilegal segundo as leis internacionais ou a constituição ucraniana como afirmam os Estados Unidos e seus aliados.

O referendo agendado para o dia 16 de março deverá decidir se a Crimeia será anexada à Rússia ou seu reforçará a sua autonomia. O Parlamento russo assegurou nesta sexta-feira (7/3) que apoiará a "decisão histórica" do referendo da Crimeia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade