Publicidade

Estado de Minas

Líder de movimento de extrema-direita ucraniano será candidato a presidente

Dimitro Yarosh também afirmou que, por enquanto, não tem a intenção de enviar seus militantes para combater na Crimeia


postado em 08/03/2014 14:37

Kiev - Dimitro Yarosh, líder de um movimento paramilitar ucraniano de extrema-direita que participou nas barricadas durante a contestação em Kiev, declarou neste sábado que será candidato à presidência nas eleições antecipadas de 25 de maio na Ucrânia.

Leia mais notícias em Mundo

O líder do grupo Pravy Sektor (Setor Direita) também afirmou que, por enquanto, não tem a intenção de enviar seus militantes para combater na Crimeia, a península do sul da Ucrânia ocupada desde o final de fevereiro pelas forças russas. "Eu participarei nas eleições presidenciais", declarou Yarosh, de 42 anos, vestido de terno e gravata e rodeado de guardas-costas durante uma coletiva de imprensa em Kiev.

Ele declarou que a Ucrânia está "em estado de guerra com a Rússia", que há mais de uma semana ocupa a Crimeia, mas afirmou que não enviará os membros do Pravy Sektor sem a permissão das autoridades de Kiev.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade