Publicidade

Estado de Minas

Acidente em metrô de Seul deixa pelo menos 200 pessoas feridas

Mais de 150 feridos receberam os primeiros socorros na estação de metrô, a maioria com cortes superficiais ou entorses


postado em 02/05/2014 09:35 / atualizado em 02/05/2014 09:35

Técnicos analisam estragos em um dos vagões na estação do sul-coreano (foto: Parque Dong-ju/Yonhap/Reuters)
Técnicos analisam estragos em um dos vagões na estação do sul-coreano (foto: Parque Dong-ju/Yonhap/Reuters)

Duzentos passageiros ficaram levemente feridos nesta sexta-feira (2/5) em Seul na colisão entre dois trens do metrô, informaram as equipes de emergência. Um chefe dos bombeiros, Kim Kyung-Soo, indicou aos jornalistas que apenas uma pessoa, uma mulher idosa, ficou gravemente ferida.

O acidente ocorreu às 15h30 locais (03h30 de Brasília), quando uma composição colidiu com outra que estava parada na estação de Sangwangsimni, no leste de Seul.

Quase mil pessoas foram retiradas dos dois trens acidentados, segundo Kim.

De acordo com o diretor do metrô de Seul, Chung Soo-Young, os primeiros indícios indicam uma falha no sistema de freio automático que impede que um trem se aproxime demais de outro a sua frente.

Pouco antes de chegar à estação, o túnel percorrido pelos trens faz uma curva e, segundo Chung, o condutor da segunda composição viu tarde demais que o seu veículo não estava freando.


Leia mais notícias em Mundo
 

Ele acionou o freio manual, mas a distância era "muito curta" para evitar uma colisão. Os dois últimos vagões do trem parado saíram dos trilhos devido ao impacto, indicou a agência de notícias Yonhap.

As imagens de televisão mostram janelas quebradas nos dois trens e manchas de sangue no chão perto das portas de um vagão.

A notícia do acidente ocorre quando o país ainda se encontra comovido pelo naufrágio de uma balsa no dia 16 de abril, que deixou até o momento 225 mortos e 77 desaparecidos, a maioria deles estudantes.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade