Publicidade

Estado de Minas

Estados Unidos cancelarão preferências comerciais à Rússia

Obama anunciou que planeja retirar os privilégios comerciais da Rússia, incluindo os que concedem tratamento preferencial em tarifas comerciais


postado em 07/05/2014 20:05

Washington- A administração do presidente Barack Obama cancelará os benefícios comerciais concedidos à Rússia no programa GSP, uma decisão que a Casa Branca considera "apropriada" diante da interferência de Moscou na Ucrânia.

Em carta enviada ao Congresso, Obama anunciou que planeja retirar os privilégios comerciais da Rússia, incluindo os previstos no programa Generalized System of Preferences (GSP), que concede tratamento preferencial em tarifas comerciais.

Leia mais notícias em Mundo


A Rússia está suficientemente avançada em desenvolvimento econômico", e não se justifica sua inclusão no programa, explica Obama. "Assim que o benefício for retirado (...) os produtos importados da Rússia pelos Estados Unidos sob o regime GSP estarão sujeitos a tarifas normais, e não preferenciais", destacou a Casa Branca em um comunicado, que não menciona a crise ucraniana.

Mas Caitlin Hayden, porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, disse à AFP que apesar da decisão "não estar diretamente relacionada" às ações da Rússia em relação à Ucrânia, as medidas "se fazem particularmente apropriadas neste momento".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade