Publicidade

Estado de Minas

Sociedade Interamericana de Imprensa rejeita censura ao jornal de Sánchez

A decisão é uma resposta ao governo cubano que havia bloqueado o acesso nos servidores da ilha


postado em 22/05/2014 10:40

Miami - A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) rejeitou nesta quinta-feira (22/5) a censura do governo cubano contra o jornal digital da blogueira opositora Yoani Sánchez, cujo acesso foi bloqueado nos servidores da ilha.

"Embora a medida não provoque surpresa, o mundo esperava maior tolerância do governo de Raúl Castro, considerando seus esforços para mostrar uma imagem mais positiva, mais aberta para atrair maior atenção da comunidade internacional", declarou em um comunicado o encarregado de liberdade de expressão da SIP, Claudio Paolillo. "Lamentavelmente, esta censura demonstra que o governo cubano segue pensando que a liberdade de expressão é uma concessão feita pelas autoridades, não um direito natural do ser humano", afirmou.

Leia mais notícias em Mundo

Sánchez, que ganhou fama e reconhecimento internacional com seu blog "Generación Y", lançou na quarta-feira o site de notícias "14ymedio", mas apenas três horas depois ele foi bloqueado nos servidores cubanos e em seu lugar apareceu uma página com ataques contra a blogueira. A edição inaugural do primeiro meio de comunicação independente de Cuba em 50 anos continha uma carta de 28 personalidades de todo o mundo que exigia do governo castrista respeito ao jornal, uma reportagem sobre violência noturna em Havana e uma entrevista com o escritor opositor preso Ángel Santiesteban.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade