Publicidade

Estado de Minas

Presidente do Egito afirma que não relaxará com os 'violentos'

Em discurso à Nação, Al-Sissi também se comprometeu a trabalhar pela "reconciliação", mas não com os que "têm as mãos sujas de sangue"


postado em 08/06/2014 17:29

Cairo - O novo presidente do Egipto, marechal Abdel Fatah al Sissi, que prestou juramente neste domingo, um ano após ter destituído seu predecessor, o islâmico Mohamed Mursi, prometeu que "não relaxará diante dos que recorrem à violência". Em discurso à Nação, Al-Sissi também se comprometeu a trabalhar pela "reconciliação", mas não com os que "têm as mãos sujas de sangue".

Leia mais notícias em Mundo

O marechal prestou juramento diante da Corte Constitucional Suprema, em cerimônia que antecedeu uma recepção no Palácio Presidencial Itihadiya, no Cairo, à qual assistiram o presidente palestino, Mahmud Abbas e vários representantes das monarquias árabes do Golfo Pérsico.

Al-Sissi já exercia "de fato" a liderança do Egito desde a queda de Mursi - primeiro presidente eleito democraticamente no país - em 3 de julho do ano passado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade