Publicidade

Estado de Minas

Presidente Dilma pede prudência na responsabilização do caso do voo MH17

A presidente também comentou o conflito entre Israel e a Palestina, que já matou 241 pessoas, e elogiou a relacionamento amigável dos países da América Latina.


postado em 17/07/2014 20:25 / atualizado em 17/07/2014 21:01

(foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)
(foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)


A presidente Dilma Rousseff comentou nesta quinta-feira (17/7), após uma reunião com Chefes de Estado e governo, que é preciso ter prudência para apontar os responsáveis pela queda do avião da Malásia Airlines vôo MH17, na Ucrânia. "O governo brasileiro não se posicionará quanto a isso até que fique mais claro, não só por uma questão de seriedade, mas também por uma questão de prudência, pois não temos todas as informações", frisou.

A presidente também comentou o conflito entre Israel e a Palestina, que já matou 241 pessoas, e elogiou a relacionamento amigável dos países da América Latina.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade