Publicidade

Estado de Minas

Governo colombiano e Farc farão 'avaliação fria' do processo de paz

Delegados de paz do governo viajarão a Havana, sede das negociações há dois anos com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc, comunistas)


postado em 01/12/2014 15:51

Bogotá - Delegados do governo colombiano e das Farc farão "uma avaliação fria e objetiva" do processo de paz, anunciou o presidente Juan Manuel Santos nesta segunda-feira (1/12), um dia após a libertação de um general cuja captura provocou a interrupção das negociações.

Os delegados de paz do governo viajarão nesta segunda-feira (1/12) a Havana, sede das negociações há dois anos com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc, comunistas), suspensas em 16 de novembro por Santos após a captura do general, o oficial de mais alta patente tomado por esta guerrilha.

"Vão por alguns dias para avaliar onde está o processo, para onde vamos, e para fazer uma avaliação fria, objetiva, para ver como podemos prosseguir", disse o presidente em um programa de televisão institucional. A primeira reunião entre os representantes do governo colombiano e do grupo rebelde está prevista para terça-feira (2/12) em Havana, disse o presidente.

As negociações, que transcorrem em Cuba sem um cessar-fogo na Colômbia, buscam colocar fim a um conflito armado de 50 anos, o mais antigo do continente, que deixou 220 mortos e 5,3 milhões de deslocados, segundo números oficiais.

Santos exigia para retomar os diálogos a libertação do general Rubén Alzate e de seus dois acompanhantes, o cabo Jorge Rodríguez e a advogada Gloria Urrego. Os três foram libertados no domingo "em perfeitas condições", de acordo com declarações do presidente.

Leia mais notícias em Mundo

"Libertados BG Alzate, advogada Urrego e cabo Rodriguez em perfeitas condições e esperando condições climáticas para o retorno a suas famílias", escreveu Santos no domingo em sua conta no Twitter.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade