Publicidade

Estado de Minas

Artefato explosivo mata motorista de carro em no centro de Berlim

A polícia divulgou no Twitter a foto de um veículo com as janelas quebradas


postado em 15/03/2016 08:09 / atualizado em 15/03/2016 14:55


Berlim, Alemanha
- Um artefato explosivo matou nesta terça-feira (15) em Berlim o motorista de um carro em circunstâncias ainda indeterminadas, indicou a polícia, que aponta para um possível homicídio e descarta no momento que se trate de um atentado.

"Até o momento não há nenhum indício de origem terrorista" da explosão, indicou a polícia de Berlim no Twitter, identificando o falecido como um homem de 43 anos.

"Partimos do princípio de que se trata de um homicídio", disse ao jornal Tagesspiegel um representante do ministério público, Martin Steltner.

Sem citar fontes, o jornal local Berliner Morgenpost afirma que se trata de um ajuste de contas entre grupos rivais de motociclistas ou da máfia russa.

Por sua vez, o Der Spiegel afirma que o falecido estava fichado pela polícia por um caso de drogas. A investigação está agora nas mãos da brigada criminal.

 

Leia mais notícias em Mundo

Segundo a polícia, o motorista morreu pela detonação de uma carga explosiva que estava "em cima ou dentro do carro", um Volkswagen.

Uma foto publicada no Twitter pela polícia de Berlim mostra o carro com as janelas quebradas e com partes afundadas, como se tivesse colidido. No entanto. não está totalmente destruído, como costuma acontecer no caso dos carros-bomba.

O incidente foi registrado às 08h00 (04h00 de Brasília) em meio ao intenso tráfego matinal, em uma rua do bairro de Charlottenbourg, no oeste da cidade, perto da ópera Deutsche Oper.

Em um primeiro momento os investigadores bloquearam a estrada e pediram aos moradores que ficassem em suas casas com as janelas fechadas, mas às 11h30 (07h30 de Brasília) indicaram que o carro "não apresentava nenhum perigo".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade