Mundo

Presidente egípcio rejeita críticas e denuncia 'complô diabólico'

No sábado, o presidente anunciou a devolução à Arábia Saudita das ilhas desabitadas de Tiran e Sanafir, no Mar Vermelho, coincidindo com a visita ao Cairo do rei Salman

Agência France-Presse
postado em 13/04/2016 13:10
Cairo, Egito - O presidente egípcio, Abdel Fattah al-Sissi, afirmou nesta quarta-feira (13/4) que há um "complô diplomático" contra seu governo, em resposta às críticas por ter decidido devolver duas ilhas à Arábia Saudita e por um conflito diplomático com a Itália.

"É um complô diabólico", disse a responsáveis do governo e da sociedade civil. "Existem pessoas diabólicas que estão agindo contra o Egito e continuarão fazendo isso contra o Egito", afirmou. No sábado, Sissi anunciou a devolução à Arábia Saudita das ilhas desabitadas de Tiran e Sanafir, no Mar Vermelho, coincidindo com a visita ao Cairo do rei Salman.

"Não venderemos nossa terra a ninguém (...) Espero que ninguém volte a falar novamente desta questão", afirmou sobre uma decisão que provocou uma campanha de protestos na imprensa e nas redes sociais.



[SAIBAMAIS]Segundo Sissi, as ilhas pertencem à Arábia Saudita em virtude de um decreto presidencial da época de Hosni Mubarak, deposto em 2011 por uma revolução popular.

Na semana passada, a Itália chamou para consultas seu embaixador no Cairo para protestar pela falta de avanços na investigação sobre a morte de um estudante italiano, cujo corpo foi encontrado no centro da capital e que segundo a imprensa italiana pode ter sido assassinado pelas forças de segurança.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação