Publicidade

Correio Braziliense

Rússia acusa EUA de violação do Tratado de Não Proliferação de Armas

os Estados Unidos anunciaram ontem que iniciariam o processo de produção de bombas atômicas modernizadas, com os quais, de acordo com Moscou, Washington pretende renovar o seu arsenal nuclear localizado na Alemanha


postado em 03/08/2016 08:58

Os Estados Unidos e outros países da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) violam o Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares, que proíbe que as potências nucleares transferiram o controle dessas armas para nações que não têm esse tipo de armamento, afirmou hoje (3/8) o diplomata Mikhail Ulianov, chefe do departamento de não proliferação do Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

Segundo a agência Sputnik Brasil, os Estados Unidos anunciaram ontem que iniciariam o processo de produção de bombas atômicas modernizadas, com os quais, de acordo com Moscou, Washington pretende renovar o seu arsenal nuclear localizado na Alemanha, Bélgica, Itália, Holanda e Turquia.

Leia mais notícias em Mundo

"Os norte-americanos e outros países da Otan que participam das missões nucleares conjuntas ignoram suas obrigações dentro do Tratado de Não Proliferação", disse Ulianov. A renovação do arsenal nuclear pelos Estados Unidos na Europa, disse ele, prolonga por um período indeterminado as “missões nucleares conjuntas da Otan, nas quais os pilotos de países não nucleares são preparados para usar as armas nucleares norte-americanas”.

"Estas missões são uma grave violação do espírito e da letra do Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares”, disse o diplomata. "O presidente russo disse que não vai entrar em uma nova corrida armamentista, mas, ao mesmo tempo, ele ressaltou que serão tomadas medidas eficazes para proteger a segurança nacional", disse Ulianov.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade