Publicidade

Correio Braziliense

Apresentador deixa emissora após vídeo sexista com Donald Trump

No vídeo, Trump se vangloria de usar a fama para tocar e beijar as mulheres sem o consentimento delas, enquanto Bush ri e faz piadas com o magnata do setor imobiliário


postado em 18/10/2016 07:13 / atualizado em 18/10/2016 08:42

(foto: Richard Shotwell/AP)
(foto: Richard Shotwell/AP)


O vídeo provocou grande revolta sobre a maneira como Trump trata as mulheres. Nos últimos dias, o candidato republicano à presidência recebeu várias acusações de avanços sexuais não desejados.

Bush, sobrinho do ex-presidente George H.W. Bush (1989-1993), era o apresentador do programa de celebridades "Access Hollywood" em 2005 quando ele e Trump foram gravados conversando quando seguiam para o set de um programa.

Bush estava na equipe do "Today", um dos programas mais importantes da NBC, desde agosto.

Leia mais notícias em Mundo

"Bush, um dos apresentadores do 'Today' da NBC, está deixando o programa a partir de segunda-feira, de acordo com um memorando interno enviado à equipe pelo primeiro vice-presidente Noah Oppenheim, que supervisiona a programação", anunciou a NBC News.

"Estou profundamente agradecido pelas conversas que tive com minhas filhas e por todo o apoio da família, amigos e colegas. Estou ansioso pelo que vem pela frente", afirmou Billy Bush em um comunicado.

No vídeo, Trump se vangloria de usar a fama para tocar e beijar as mulheres sem o consentimento delas, enquanto Bush ri e faz piadas com o magnata do setor imobiliário, que se tornou uma estrela dos reality shows ao apresentar o programa "O Aprendiz".

Bush, que disse ter ficado "embaraçado e envergonhado" por seu papel no incidente, recebia 3,5 milhões de dólares por ano na NBC como apresentador do programa matinal de uma hora com grande espaço para notícias de entretenimento.

Trump pediu desculpas por seus comentários, mas insistiu que era apenas "conversa de vestiário".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade