Publicidade

Correio Braziliense

Conservadores mantêm cadeira de Cameron no Parlamento mas perdem votos

Cameron provocou a eleição parcial ao renunciar no mês passado a seu último cargo político, o de deputado, após a derrota gigantesca que sofreu em junho no referendo sobre a União Europeia


postado em 21/10/2016 08:41

(foto: JOHN THYS / AFP)
(foto: JOHN THYS / AFP)

 

Londres, Reino Unido - O Partido Conservador britânico conseguiu manter a cadeira do ex-primeiro-ministro David Cameron no Parlamento, mas com uma considerável perda de votos, ao mesmo tempo que os trabalhistas também conseguiram confirmar a vaga da deputada assassinada Jo Cox.

O candidato conservador Robert Courts venceu a disputa eleitoral na circunscrição de Witney, sul da Inglaterra, nas eleições de quinta-feira com 5.702 votos, uma queda de 60% dos votos em 2015 para 45% agora.

Cameron provocou a eleição parcial ao renunciar no mês passado a seu último cargo político, o de deputado, após a derrota gigantesca que sofreu em junho no referendo sobre a União Europeia, em que defendeu a permanência da Grã-Bretanha no bloco.

Leia mais notícias em Mundo


Os liberal-democratas superaram os trabalhistas e ficaram em segundo lugar, um resultado honroso após o desastre nas eleições legislativas passadas, quando o partido caiu de 57 para oito deputados.

Na circunscrição de Barley e Spen, norte da Inglaterra, a ex-atriz e política trabalhista Tracy Brabin garantiu a vaga de Jo Cox em uma votação sem suspense, depois que as grandes forças políticas renunciaram a apresentar candidatos em sinal de respeito à deputada assassinada em junho.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade