Publicidade

Estado de Minas

Termina em Londres interrogatório do fundador do WikiLeaks, Julian Assange

O interrogatório aconteceu na embaixada do Equador, onde o australiano, 45, está refugiado desde 2012


postado em 15/11/2016 14:50

O interrogatório em Londres do fundador do WikiLeaks, Julian Assange, sobre uma denúncia de estupro apresentada contra ele na Suécia em 2010, terminou nesta terça-feira, após dois dias de audiência, informou a procuradoria sueca.

O interrogatório aconteceu na embaixada do Equador, onde o australiano, 45, está refugiado desde 2012. O procurador equatoriano Wilson Toainga fez as perguntas, na presença da colega sueca Ingrid Isgren.

Grupos de direitos humanos prestam apoio ao fundador do do WikiLeaks, Julian Assange(foto: AFP / JUSTIN TALLIS )
Grupos de direitos humanos prestam apoio ao fundador do do WikiLeaks, Julian Assange (foto: AFP / JUSTIN TALLIS )


Leia mais notícias em Mundo

"O resultado será divulgado posteriormente por escrito pelo Equador aos procuradores suecos. Quando tiver sido redigida a ata, os procuradores irão determinar uma posição sobre o prosseguimento da investigação preliminar", disse a procuradoria em um comunicado.

O advogado sueco de Assange, Per Samuelsson, anunciou que irá recorrer da decisão judicial de não deixá-lo assistir ao interrogatório.

Por France Presse

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade