Publicidade

Correio Braziliense

Dinamarca endurece punição ao "pornô de vingança"

O governo prevê fazer um estudo sobre a percepção que os jovens têm de gêneros, corpos, sexualidade e comportamento digital, e lançar um programa educativo nas escolas


postado em 03/02/2017 17:09

A Dinamarca apresentou na sexta-feira (3/2) medidas para combater o "revenge porn" (pornô de vingança), que consiste na divulgação de fotos ou vídeos íntimos nas redes sociais sem a autorização das pessoas afetadas, incluindo a punição dessa prática com dois anos de prisão.

"Fotos de nus de ex-amantes estão sendo compartilhadas on-line em uma escala chocante", disse o primeiro-ministro dinamarquês, Lars Lokke Rasmussen, em sua conta de Facebook.  "As vítimas têm cicatrizes em suas almas que elas têm que suportar pelo resto de suas vidas", acrescentou.
 

Na Dinamarca, 17% dos homens e 13% das mulheres de 15 a 25 anos tiveram fotos suas nus publicadas na internet, segundo dados do governo.

Nenhum dado indica se essas fotos foram publicadas na rede com ou sem o seu consentimento.

O projeto do governo, apresentado pelos ministros da Justiça, da Igualdade de Gênero e da Educação, busca informar as vítimas sobre o procedimento que devem seguir quando apresentam denúncias.

Até agora, este tipo de assédio sexista era punido com seis meses de prisão.

O governo prevê fazer um estudo sobre a percepção que os jovens têm de gêneros, corpos, sexualidade e comportamento digital, e lançar um programa educativo nas escolas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade