Publicidade

Correio Braziliense

Presidente da Turquia convoca muçulmanos a 'visitar' e 'proteger' Jerusalém

As autoridades israelenses instalaram detectores de metal na entrada, após o assassinato de dois policiais cometido por três árabe-israelenses


postado em 25/07/2017 08:38

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan na reunião do grupo do Partido AK na Grande Assembléia Nacional da Turquia (TBMM), em Ancara(foto: Yasin Bulbul/AFP - 25/7/2017)
O presidente turco Recep Tayyip Erdogan na reunião do grupo do Partido AK na Grande Assembléia Nacional da Turquia (TBMM), em Ancara (foto: Yasin Bulbul/AFP - 25/7/2017)

Ancara, Turquia -
O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, pediu aos muçulmanos do mundo inteiro, nesta terça-feira (25/7), que "visitem" e "protejam" Jerusalém, na esteira da escalada de violência ligada à instalação - por parte de Israel - de detectores de metal nas entradas da Esplanada das Mesquitas.

"Gostaria de lançar um apelo a todos os meus concidadãos e aos muçulmanos do mundo inteiro: que todos aqueles que tiverem os meios (...) façam uma visita a Jerusalém, à mesquita de Al-Aqsa", declarou Erdogan. "Venham todos juntos proteger Jerusalém", insistiu.


"Sob pretexto de lutar contra o terrorismo, trata-se de uma tentativa de roubar a mesquita Al-Aqsa dos muçulmanos", disse o presidente turco em um discurso aos deputados de seu partido, o islamita-conservador AKP.

As autoridades israelenses instalaram detectores de metal na entrada, após o assassinato de dois policiais cometido por três árabe-israelenses. O governo de Israel alega que eles esconderam as armas na Esplanada. Desde então, os confrontos deixaram cinco palestinos mortos, enquanto três civis israelenses foram assassinados por um palestino em uma colônia da Cisjordânia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade