Publicidade

Correio Braziliense

Derrota do Trumpcare 'deixou o povo americano para baixo', diz Trump

Durante a madrugada, o líder republicano no Senado, Mitch McConnell, colocou um projeto de revogação e substituição de apenas algumas partes do Obamacare em votação


postado em 28/07/2017 08:59

(foto: Tasos Katopodis / AFP - 25/07/2017)
(foto: Tasos Katopodis / AFP - 25/07/2017)


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, criticou a falta de unidade do Partido Republicano, ao não conseguir aprovar um projeto que revogava e substituía parcialmente o Obamacare no Senado. Em seu perfil no Twitter, Trump afirmou que "três republicanos e 48 democratas deixaram o povo americano para baixo. Como eu disse desde o início, deixem o Obamacare implodir e depois lidem com isso. Assistam!".

Durante a madrugada, o líder republicano no Senado, Mitch McConnell, colocou um projeto de revogação e substituição de apenas algumas partes do Obamacare em votação. No entanto, três senadores do partido não aprovaram a proposta: John McCain, Lisa Murkowski e Susan Collins. Com a derrota, a liderança republicana não tem mais alternativas, no momento, para revogar a lei que rege o sistema de saúde dos EUA, promulgada durante o governo do ex-presidente Barack Obama.


A líder democrata na Câmara, Nancy Pelosi, emitiu uma declaração após a derrota republicana, dizendo que "o povo americano falou alto e claro contra os custos mais elevados e a monstruosa crueldade do Trumpcare". Segundo a deputada, "o Congresso, agora, deve finalmente voltar ao trabalho bipartidário há muito atrasado para atualizar e melhorar a economia e continuar a diminuir os custos de saúde dos americanos".

Já o senador republicano John McCain, que contrariou a liderança de seu partido ao rejeitar a proposta, afirmou, em uma declaração emitida após a votação, que acreditava que o Obamcare deveria ser revogado e substituído desde o início, mas que a Skinny Repeal Bill não cumpriria os objetivos de diminuir os custos e a melhora do sistema de saúde americano. 





Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade