Publicidade

Correio Braziliense

Diretor de Comunicações da Casa Branca Anthony Scaramucci deixa o cargo

Em apenas dez dias no cargo, Scaramucci já havia se envolvido em conflitos com outros funcionários da Casa Branca


postado em 31/07/2017 16:20

Washington, Estados Unidos - O diretor de comunicações da Casa Branca, Anthony Scaramucci, que foi nomeado há apenas dez dias pelo presidente Donald Trump, deixou o cargo, reportou a imprensa americana nesta segunda-feira (31/7).

Scaramucci foi apontado como responsável pela demissão do chefe de gabinete, Reince Priebus, e sua substituição pelo general John Kelly. 

Versões da imprensa indicam que teria se demitido, apesar de o jornal The New York Times afirmar que ele foi demitido a pedido de Kelly.

Ao ser nomeado Diretor de Comunicações, Scaramucci assegurou que o presidente Trump o havia encarregado para por fim aos vazamentos para a imprensa, mas sua chegada à Casa Branca desatou uma feroz briga interna.
 

Sua nomeação provocou a renúncia imediata do porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, mas Scamaramucci focou em Priebus, a quem acusava de ter bloqueado o acesso a Trump e de ser responsável pelos vazamentos à imprensa. Na semana passada, Scaramucci mostrou sua força quando Trump anunciou a demissão de Priebus.

Scaramucci também lançou fortes ataques contra outros colegas de alto escalão. Em conversa com um repórter da New Yorker na quarta-feira, Scaramucci vociferou tanto contra Priebus, como contra o diretor estratégico da Casa Branca, Steve Bannon.

"Reince é um esquizofrênico paranoico de merda, um paranoico", respondeu Scaramucci, com xingamentos, ao acusar o chefe de gabinete pelos vazamentos de informações.

"Eles estão tentando me afrontar, mas não vai funcionar", disse, acrescentando que Priebus logo irá pedir demissão.

Mirando no estrategista-chefe de Trump, Scaramucci deixou claro que acredita que Bannon está trabalhando na Casa Branca para atender aos próprios interesses, usando uma linguagem particularmente ofensiva.

"Não sou Steve Bannon, não estou tentando chupar meu próprio pau", continuou. "Não estou tentando construir minha imagem a partir da porra da força do presidente. Estou aqui para servir o país."

Scaramucci, milionário do ramo das finanças de Nova York, chegou à Casa Branca prometendo servir aos interesses de Trump e ajudar a ajeitar uma administração oscilante.

Scaramucci não se desculpou pelas ofensas, mas disse que tentaria ter cuidado com sua linguagem no futuro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade