Publicidade

Correio Braziliense

Macron oferece ajuda para mediar solução da crise venezuelana

Em comunicado divulgado hoje, Macron criticou a recente prisão de dois líderes oposicionistas na Venezuela e disse que Paris "apoiará qualquer mediação que permita a retomada de um diálogo confiável"


postado em 04/08/2017 10:43

(foto: Charly Triballeau / AFP / POOL - 4/8/2017)
(foto: Charly Triballeau / AFP / POOL - 4/8/2017)


O presidente da França, Emmanuel Macron, ofereceu ajuda para mediar a crise na Venezuela e condenou a recente violência no país sul-americano, em meio à tentativa do presidente Nicolás Maduro de consolidar seu poder por meio de uma nova Assembleia Constituinte.

Em comunicado divulgado hoje, Macron criticou a recente prisão de dois líderes oposicionistas na Venezuela e disse que Paris "apoiará qualquer mediação que permita a retomada de um diálogo confiável, sincero e sério...para acabar com a espiral de violência."


Recentemente, Macron enviou uma carta a Maduro propondo esforços de mediação, e o embaixador francês Romain Nadal vem se reunindo com representantes do governo venezuelano e da oposição.

Enquanto alguns países defendem sanções contra a Venezuela, a França torce por uma solução negociada da crise venezuelana. Na semana passada, Macron negociou conversas de paz de entre grupos rivais da Líbia e vem tentando aprimorar o perfil diplomático da França desde que foi eleito, em maio.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade