Publicidade

Correio Braziliense

Imigrantes são obrigados a pular no mar no litoral do Iêmen; cinco morreram

Os sobreviventes são cerca de 100 pessoas, entre eles 25 que recebem tratamento médico, segundo disse à Agência EFE a diretora do escritório da IOM na cidade de Áden, Lina Koussa


postado em 10/08/2017 10:05

Pelo menos cinco pessoas morreram e 50 seguem desaparecidas depois que aproximadamente 180 imigrantes foram obrigados a se jogar no mar nesta quinta-feira (10/9) diante do litoral do Iêmen, no segundo fato deste tipo que ocorre no país em 24 horas, informou a Organização Internacional para as Migrações (OIM) em um tweet. A informação é da Agência EFE.

Os sobreviventes são cerca de 100 pessoas, entre eles 25 que recebem tratamento médico, segundo disse à Agência EFE a diretora do escritório da IOM na cidade de Áden, Lina Koussa.


O incidente aconteceu na província de Shabwa, situada no golfo de Áden, uma zona próxima ao local onde ontem foram jogados ao mar outros 120 imigrantes somalís e etíopes. Na quarta-feira, pelo menos 29 dos imigrantes se afogaram, outros 22 seguem desaparecidos e, segundo cálculos da OIM, 69 chegaram ao país árabe, que está em guerra desde o final de 2014.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade